Mundo

Aristides Gomes garante que há meios para eleições

O primeiro-ministro da Guiné-Bissau, Aristides Gomes, apelou ontem aos actores políticos do país para serem optimistas, porque haverá meios para a realização de eleições legislativas, previstas para Novembro, garantindo que elas vão ser organizadas num clima de “transparência”.

 

Fotografia: DR

“Queria lançar um apelo aos actores políticos, aqueles que deverão participar nestas eleições, para que sejam optimistas, porquanto haverá meios para as eleições e elas serão organizadas de modo a satisfazer toda a gente, através da criação de um clima de transparência”, afirmou Aristides Gomes.
O primeiro-ministro guineense falava aos jornalistas no aeroporto de Bissau, depois de ter terminado um périplo por seis países da sub-região.
As eleições legislativas na Guiné-Bissau, previstas para 18 de Novembro, estão orçadas em cerca de 7,8 milhões de dólares.
“Vai ser feito o recenseamento eleitoral numa base de transparência. Portanto, nós vamos estar à altura de criar condições para que toda a gente se sinta à vontade através do recenseamento que vamos fazer e do escrutínio que vai ter lugar em Novembro”, salientou.
A uma pergunta sobre se o recenseamento eleitoral e a emissão de cartões de eleitores vão ser feitos no país e não no estrangeiro, como tem sido avançado, o primeiro-ministro respondeu que só “injectando mais dinheiro”, mas que o Governo vai conseguir.
Sobre o périplo pela sub-região, o chefe do Governo guineense assegurou que foi “extremamente positivo”.

Tempo

Multimédia