Mundo

Civis elegem os cinco membros do Governo

A principal plataforma de partidos e grupos civis do Sudão indicou, ontem, os cinco representantes eleitos na véspera para o Conselho Soberano, o principal órgão de Governo do período de transição, no qual se sentarão também cinco militares, informou a Lusa.

Fotografia: DR

O Conselho Soberano vai ser formado com base num acordo entre militares e civis para governar o Sudão, após a queda do Presidente Omar al-Bashir, em 11 de Abril.
Um membro das Forças da Liberdade e da Mudança, Yaafar Hasan, explicou que os cinco representantes do Conselho Soberano são Sediq Tawer, Hasan Sheikh Idris, Mohamed al Feki Suleiman, Aisha Musa e Taha Ozman.
Além destes membros, foram apresentados os nomes de três candidatos cristãos, dos quais um será eleito para ocupar a décima primeira posição do Conselho Soberano, onde representará essa minoria religiosa.
A Junta Militar apresentou, no fim-de-semana, quatro dos candidatos: o vice-presidente do Conselho Militar de Transição, o general Mohamed Hamdan Dagalo, também conhecido como “Hemedti”; o porta-voz de Shamsaldín Kabashi e o tenente-general Yaser al Ata, além do actual chefe do Conselho, Abdelfatah al Burhan, que presidirá o Conselho Soberano nos primeiros 21 meses. Nos próximos 18 meses, um civil ficará a cargo do órgão que assumirá a Presidência, que terá também um Conselho de Ministros e um Conselho Legislativotransitórios até à realização de eleições democráticas, de acordo com o projecto.

Tempo

Multimédia