Mundo

Coligação de Kabila confirma novo Governo

Após vários meses de negociações, a coligação do ex-Presidente da República Democrática do Congo (RDC), Joseph Kabila, maioritária no Parlamento, e a do actual Presidente Félix Tshisekedi chegaram sexta-feira a um “acordo” para a formação do Governo, anunciou a coligação de Kabila, em comunicado divulgado ontem e citado pela Efe.

Fotografia: DR

Este acordo é alcançado após mais de seis meses das eleições gerais realizadas em finais de Dezembro de 2018. “Um acordo foi alcançado hoje (sexta-feira) entre a FCC e o CACH”, indica a Frente Comum para o Congo (FCC), a coligação do ex-Presidente Kabila, no comunicado.
No mesmo documento, a FCC rende “uma vibrante homenagem à sua autoridade moral, Joseph Kabila, e ao seu parceiro, o Presidente Félix-Antoine Tshisekedi, pelo seu “impulso positivo e total envolvimento”.
O senador François Mwamba, um dos principais negociadores do Conjunto para a Mudança (CACH), a coligação do Presidente Tshisekedi, havia postado horas antes no Twitter que “a estrutura, a organização em comissões, a distribuição quantitativa e qualitativa estão prontas”.
Eleito nas presidenciais de 30 de Dezembro de 2018, Félix Tshisekedi assumiu o cargo a 24 de Janeiro. As negociações para a nomeação do Primeiro-Ministro e a formação do seu Governo começaram em Março.
Segundo a imprensa local, o Presidente Tshisekedi havia nomeado, dois meses após a sua entrada em funções, Sylvestre Ilunga Ilunkamba como Primeiro-Ministro, escolhido das fileiras da coligação de Kabila.
Ilunkamba aguardava pela conclusão das negociações entre as duas coligações para formar o Governo, que será nomeado pelo Presidente Tshisekedi, mas investido pela Assembleia Nacional.

Tempo

Multimédia