Confrontos no centro da RDC resultam em dezenas de mortos


12 de Janeiro, 2017

Pelo menos 26 pessoas morreram em oito dias na sequência de confrontos entre forças de segurança e apoiantes de um chefe tradicional morto em Agosto no Centro de República Democrática do Congo (RDC), revela um balanço das autoridades provinciais divulgado ontem.

O balanço, divulgado pelo governador da província de Kasai Central, Alex Kande, refere que desde o início do ano 2017, dos 26 mortos, quatro eram civis, nove eram elementos das forças da ordem e 12 milicianos. Também foi morta a esposa de um chefe de agrupamento.
“O movimento insurreccional de Kamwina Nsapu foi anarquicamente transformado numa guerrilha mortífera”, lamentou o governador e acusou os milicianos de “recrutamento forçado de menores, uso de mulheres e crianças como escudos humanos, (...) intercepção de comboios e destruição de edifícios públicos”. Seis armas AK47 e 14 fuzis de fabrico artesanal foram apreendidos, segundo o comunicado.
Na segunda-feira, durante a retomada do ano lectivo nas escolas de Kananga, capital de Kasai Central, registaram-se confrontos entre as forças de segurança e os milicianos que impediam as crianças de assistir às aulas: “três corpos foram encontrados perto do rio Ganza, na comuna de Ganza”, refere um responsável provincial à agência de notícias France Press, sob anonimato, corroborado por várias testemunhas habitantes.
Desde Agosto, o Gabinete dos Assuntos Humanitários da ONU contou pelo menos 140 pessoas mortas nos confrontos entre forças da ordem e os apoiantes do chefe tradicional, Kamwina Nsapu, que se registaram em três províncias do centro da República Democrática do Congo, Kasai Central, Kasai e Kasai Oriental.
O Kasai Central é considerado como a base que alberga o quartel-general do movimento do chefe Kamwina Nsapu, de onde partem todas essas violências que estão de momento “fora dos radares”, segundo o Gabinete dos Assuntos Humanitários da ONU.
Médico com cerca de 30 anos, o chefe tradicional Kamwina Nsapu foi morto numa operação policial.

capa do dia

Get Adobe Flash player



ARTIGOS

MULTIMÉDIA