Mundo

Dois monges cristãos julgados pelo assassinato de um bispo Copta

Dois monges cristãos foram levados a julgamento pelo assassinato de um bispo num mosteiro egípcio no mês passado, informou ontem o procurador público de Alexandria.

Wael Saad e Ramon Rasmi Mansour, conhecidos por seus nomes monásticos Isaiah al-Makari e Faltaous al-Makari, foram levados à corte criminal de Damanhour por suposto envolvimento no assassinato do bispo Epiphanius, de 64 anos, abade do Mosteiro de São Macário, em Wadi Natroun, a cerca de 110 quilómetros da cidade do Cairo.
Saad foi excomungado neste mês pelo que as autoridades da igreja chamaram de violações à vida monástica e foi posteriormente detido. Autoridades judiciais egípcias disseram que ele havia confessado em interrogatório o assassinato do bispo da Igreja Copta,  não tendo havido indicação do motivo.

Tempo

Multimédia