Mundo

Ex-Primeiro-Ministro condenado a quatro anos de inelegibilidade

O antigo Primeiro-Ministro beninense, Lionel Zinsou, foi condenado pelo tribunal de apelação de Cotonou a quatro anos de inelegibilidade e a uma multa de 7.600 euros.

Fotografia: DR

O veredicto, segundo a Reuters, foi ditado hoje pelo tribunal da capital beninense, que confirma, em parte, a condenação em primeira instância, do candidato à eleição presidencial de 2016.
O advogado de Lionel Zinsou não descartou a possibilidade de recorrer da sentença. Saliente-se que durante a campanha eleitoral para as presidenciais em que concorreu com o Presidente Talon, em 2016, Zinsou foi acusado de ultrapassar as despesas eleitorais autorizadas, atingindo os 3,8 milhões de euros, o que ele na altura negou.

Tempo

Multimédia