Mundo

Forças de segurança travaram milícias

Pelo menos três pessoas morreram e 16 outras ficaram feridas durante um confronto armado entre milícias locais e uma força especial ocorrido ontem no Aeroporto Internacional de Tripoli, segundo fontes não oficiais.

Imprensa líbia reportou ataque perto do aeroporto
Fotografia: AFP |

As fontes adiantaram que várias famílias fugiram da zona e o Estado de emergência foi declarado no Hospital de Tripoli, onde chegaram os feridos horas depois de os combates violentos iniciarem.
O Aeroporto foi evacuado e os voos foram suspensos. Pelo menos 15 aviões estavam na pista, dos quais alguns prestes a descolar, quando eclodiu o confronto nos arredores do aeroporto.
A força especial está a combater estes criminosos para os impedir de se aproximarem do aeroporto e da cadeia que está nesta zona com mais de dois mil e  500 reclusos presos por diversos casos.
As milícias assaltantes querem tomar o controlo da cadeia de Matiga sob a tutela da força especial a fim de fazer evadir os prisioneiros membros das milícias do Conselho Consultivo dos Revolucionários de Benghazi (leste) e elementos do Estado Islâmico, indicaram fontes locais sob anonimato.
As autoridades locais não emitiram nenhum parecer sobre a situação, mas informações davam conta de que as unidades especiais ganhavam terreno sobre as milícias, que haviam contornado as barreiras de segurança.
O Governo líbio, que tem recebido apoio da comunidade internacional, manifestou, nos últimos meses, insuficiência técnica e logística para enfrentar de forma cabal as milícias islâmicas.

Tempo

Multimédia