Mundo

Funcionários contra nomeação de responsável pela repressão política

Um grupo de pessoas, que se dizem “vítimas da repressão política” durante os últimos três anos na RDC, apelaram ao Presidente Félix Tshisekedi que reveja a nomeação de Roger Kibelisa, como assistente do conselheiro especial da Presidência em matéria de segurança e que se encontra sujeito a sanções impostas pela União Europeia, revelou ontem a AFP.

Fotografia: Dr

Em carta endereçada a Tshisekedi, 20 alegados funcionários públicos pedem a revisão da nomeação de Kibelisa, que desempenhou as funções de chefe da Segurança Interna nos serviços de inteligência e é um dos 14 congoleses a quem a União Europeia aplicou uma série de sanções pelo papel que teve na repressão de manifestantes da oposição entre 2016 e 2018.
Roger Kibelisa está implicado nas campanhas de intimidação desencadeadas pelos serviços de inteligência contra membros da oposição através de detenções arbitrárias.

Tempo

Multimédia