Mundo

Grupos armados aceitam prolongar o cessar-fogo até Novembro

Três grupos armados de Darfur (oeste do Sudão) anunciaram ter aceitado prolongar por mais três meses o cessar-fogo unilateral por “razões humanitárias.”

Fotografia: DR

 Num comunicado conjunto, a facção Minni Minnawi do Movimento de libertação do Sudão (MLS-MM), o Movimento para a Justiça e Igualdade (MJE), dirigido por Jibril Ibrahim, e o MLS-Conselho de Transição refere que a cessação das hostilidades vai durar até ao dia 6 de Novembro.
Estes grupos explicam que a decisão vai permitir proteger os civis e ter um acesso sem entraves à ajuda humanitária para as vítimas da guerra civil, criando um ambiente favorável para as discussões de paz.
O Presidente sudanês, Omar el-Bachir, prolongou no mês passado o cessar-fogo em todas as zonas de combate até ao fim do ano. Nestes últimos anos, o Governo e os rebeldes comprometeram-se muitas  vezes a renovar a cessação das hostilidades.

Tempo

Multimédia