Mundo

Inundações matam 42 pessoas e deixam 70 mil desalojados

As inundações que afectam o Níger, desde o final de Agosto, já mataram, pelo menos, 42 pessoas e deixaram 70 mil desalojadas, segundo um balanço apresentado, ontem, pelo ministro da Acção Humanitária e de Gestão de Catástrofes, Laouan Magagi.

Fotografia: DR

As inundações do rio Níger - que dá nome ao país e percorre a zona ocidental do território- destruíram mais de 8.600 casas, deixando 70 mil pessoas sem alojamento.
Os casos mais graves registaram-se na região sudoeste do país, incluindo a capital, Niamey, e cidades como Tillabéry, (a norte da capital) e Dosso (a sul).
De acordo com a agência noticiosa EFE, há ainda registo da perda de 800 animais de pasto, um dos prin-
cipais meios de subsistência de várias famílias. O ministro assinalou que, no ano passado, por esta altura, as inundações ao largo do rio Níger mataram 40 pessoas e afectaram 142.715.
O responsável governamental destacou que a rotura este ano da barragem do Sélingué - num dos afluentes do Níger, no vizinho Mali - pode agravar a situação nos próximos dias.

 

Tempo

Multimédia