Mundo

Janira Almada volta a concorrer à liderança

A presidente do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV), Janira Hopffer Almada, formalizou, sexta-feira, a recandidatura ao cargo que ocupa desde 2014, estando as eleições directas para a presidência do partido agendadas para o dia 22.

PAICV realiza congresso dia 22 para a escolha do novo líder
Fotografia: DR

O dossier de candidatura de Janira Hopffer Almada, subscrita por 7.596 militantes do partido no país e na diáspora (os regulamentos do partido exigem um mínimo de 300 assinaturas), inclui ainda a moção estratégica de orientação política a levar ao congresso e uma lista com 171 delegados. O PAICV esteve no poder em Cabo Verde pela última vez no período de 2001 a 2016, sendo desde então o maior partido da oposição.
“Vamos para esta partida com a intenção firme de ganhar estas eleições”, garantiu o mandatário daquela candidatura, o deputado e vice-presidente do PAICV, João Baptista Pereira, em declarações aos jornalistas após entregar os documentos de candidatura à Comissão Nacional de Jurisdição e Fiscalização.
Garantiu ainda que a lista de delegados proposta já cumpre o previsto na nova lei da Paridade, que entrou em vigor em Cabo Verde há uma semana, exigindo pelo menos 40 por cento de mulheres.
“Temos 41 por cento de mulheres na lista de candidatos a delegados”, garantiu o mandatário de Janira Hopffer Almada, advogada de profissão e deputada à Assembleia Nacional, de 41 anos e presidente do PAICV desde 2014.
Também o deputado José Sanches anunciou anteriormente a intenção de concorrer à liderança do PAICV.
Contudo, segundo Ana Semedo, da Comissão Nacional de Jurisdição e Fiscalização, até ao momento não foi apresentada qualquer outra candidatura, além da formalizada por Janira Hopffer Almada.
Questionado pelos jornalistas sobre uma possível divisão interna no PAICV, gerada no processo de preparação destas eleições internas, o mandatário da candidatura de líder do partido, desvalorizou: “Quem ganhar deve dirigir, quem perder deve ajudar a unir esforços”.
“Queremos trabalhar para enfrentar os próximos desafios do país”, disse João Baptista Pereira. Cabo Verde realiza eleições autárquicas no segundo semestre de 2020. No ano seguinte, disputam-se as eleições legislativas e depois e, no segundo semestre, as presidenciais.

Tempo

Multimédia