Mundo

Kampala pune as pessoas que derem dinheiro às crianças que vivem na rua

As autoridades da cidade de Kampala, capital do Uganda, acabam de aprovar uma lei local que proíbe as pessoas de dar dinheiro ou comida às crianças que vivem nas ruas, revelou ontem a Reuters.

Fotografia: DR

Assinada pelo governador da cidade, Erias Lukwago, esta decisão prende-se com a necessidade de acabar com a exploração comercial e sexual das cerca de 15 mil crianças, entre os sete e os 17 anos, por parte muitas das vezes dos próprios parentes. Como penalização contra as pessoas que desrespeitarem esta nova lei local, estão previstas penas de prisão de até seis meses ou o pagamento de multas equivalentes a onze dólares.
Uma outra medida aprovada por Erias Lukwago visa também o impedimento do aluguer de apartamentos de apoio ao trabalho sexual por parte de pessoas anteriormente referenciadas pelas autoridades, o que obriga cada senhorio a pedir uma autorização à autarquia sempre que estiver para ter um novo inquilino.
A prostituição infantil na cidade de Kampala tem sido um problema recorrente, tendo recentemente o Presidente Youweri Museveni pedido a edilidade que tomasse medidas para proteger as famílias ugandesas.

Tempo

Multimédia