Mundo

Motim numa prisão em região anglófona provoca 45 feridos

Pelo menos 45 pessoas, das quais 43 prisioneiros, ficaram feridas ontem durante um motim na prisão de Buea, Sudoeste dos Camarões, uma das duas regiões anglófonas onde o Exército e separatistas se confrontam há três anos, anunciou o Governo.

Fotografia: DR

Contactado pela AFP, René Emmanuel Sadi, ministro da Comunicação e porta-voz do Governo, disse que dos 45 feridos, dois são agentes dos serviços de segurança. O mesmo responsável, referiu que 20 dos insurgentes foram identificados como os cérebros da revolta, na sua maioria em prisão preventiva, no quadro da crise anglófona.

Conhecida como Kondengui, a prisão central de Yaoundé, com capacidade para 1.500 pessoas, acolhe actualmente 5 mil, quase todos militantes que defendem a causa anglófona condenados a penas pesadas. Desde 2016, as regiões anglófonas do noroeste e do sudoeste dos Camarões vivem uma violenta crise sociopolítica que degenerou num conflito armado que opõe as tropas governamentais e os separatistas.

Tempo

Multimédia