Mundo

Netanyahu acusa Teerão de querer destruir Israel

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, acusou ontem o Irão de querer construir armas nucleares para destruir Israel, após Teerão anunciar o aumento da sua capacidade de enriquecer urânio.

 

Chefe do Governo israelita diz que Teerão mente
Fotografia: DR

“O 'ayatollah' Khamenei, guia supremo iraniano, declarou há dois dias a sua intenção de destruir o Estado de Israel”, revelou Netanyahu, num vídeo difundido nas redes sociais, afirmando que o Irão pretende “constituir um arsenal nuclear através do enriquecimento de urânio ilimitado”.
O enriquecimento de urânio permite produzir combustível para as centrais nucleares de produção de electricidade ou pode ter outras aplicações civis, no campo da medicina por exemplo, mas altamente enriquecido e em quantidade suficiente o urânio pode também permitir o fabrico de uma bomba atómica.
O Irão informou na segunda-feira à Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA) de que vai aumentar a sua capacidade de enriquecer urânio dentro dos limites determinados pelo acordo de 2015 com as grandes potências, segundo o vice-presidente iraniano, Ali Akbar Salehi.
“Foi entregue ontem (segunda-feira) uma carta na agência sobre o início de certas actividades”, indicou Salehi, citado pela agência noticiosa iraniana Fars.

Tempo

Multimédia