Mundo

Oposição quer divulgação de gastos de Jacob Zuma

A Aliança Democrática, principal partido da oposição na África do Sul, pediu ao Tribunal Superior sul-africano que exija do Presidente Jacob Zuma a prestação de contas do montante gasto pelo Estado em honorários legais para o defender das acusações de corrupção.

Fotografia: Santos Pedro | Edições Novembro

O seu presidente do Conselho Federal, James Selfe, explicou que o partido pediu que o tribunaldê um prazo de até cinco dias para que Jacob Zuma envie ao Parlamento um documento a especificar o valor gasto. No dia 2 de Novembro, durante uma sessão parlamentar, Jacob Zuma não respondeu à pergunta sobre quanto gastou desde o dia 1 de Maio de 2009 para se defender de 783 acusações de corrupção, que foram retiradas pelo Ministério Público antes deste concorrer à Presidência da República.
“Ao evitar a questão, o partido acredita que o presidente [da sessão] e deputado, Lechesa Tsenoli, permitiu que o Presidente Zuma evitasse a questão, agindo ilegal e inconstitucionalmente”, diz  a Aliança Democrática.

Tempo

Multimédia