Mundo

Quinze imigrantes morrem devido ao naufrágio de navio

Pelo menos 15 migrantes clandestinos morreram, depois do naufrágio do seu navio ao largo da cidade de Sabratha, a 70 quilómetros ao Oeste de Tripoli, informaram ontem as autoridades líbias.

Fotografia: DR

Um dos sobreviventes disse que o navio que transportava 25 migrantes partiu de Sabratha e que ficaram 12 dias no mar, sem comida nem água. A Líbia, um dos principais países do mundo, que acolhe pessoas desejosas de viajar para a Europa, é ponto de passagem para cerca de 650 mil migrantes, dos quais mais de cinco mil estavam em centros de detenção, segundo estatísticas da Organização Mundial para as Migrações (OIM).
Actualmente, os centros acolhem pessoas que foram salvas pelos serviços de segurança líbios no mar ou detidos no interior do país. Graças ao programa de regresso voluntário, a OIM oferece-lhes a possibilidade de regressarem definitivamente aos seus países.

Tempo

Multimédia