Mundo

Ramaphosa especifica prioridades na cooperação

A África do Sul vai, no quadro da sua cooperação regional, priorizar os sectores da energia, minas, processamento de produtos agrícolas, indústria manufactureira, entre outros.

Presidente sul-africano promete mais postos de trabalho
Fotografia: DR

O anúncio foi feito pelo Presidente Cyril Ramaphosa, na sexta-feira, durante o seu discurso sobre o Estado da Nação, pronunciado na Sede do Parlamento, na cidade do Cabo, a sul do país, noticiou ontem a Reuters.
Cyril Ramaphosa disse que o seu Governo está determinado a promover todos os produtos e serviços do seu país no continente e a expandir a sua acção a nível mundial.
No acto, que marcou igualmente a abertura do Sexto Parlamento sul-africano nestes 25 anos de democracia, o estadista realçou a necessidade de se integrar cada vez mais a economia do país no mundo.
Por outro lado, virando-se para dentro, o Presidente sul-africano disse que o sector privado do país está empenhado em investir em 19 sectores especiais, visando criar cerca de 155 mil empregos nos próximos cinco anos.
Disse ainda estar ansioso de que o país seja auto-suficiente, que se auto-alimente e crie novas tecnologias desde o sector agrícola ao industrial.
“Queremos, num futuro breve, uma África do Sul com elevada economia, avanços significativos na saúde, um país que não só exporte matérias primas, mas que também produza novos componentes electrónicos que nos situe no topo, quando o assunto é desenvolvimento”, disse Cyril Ramaphosa.

Tempo

Multimédia