Mundo

RDC: Jeanine Mabunda eleita presidente do Parlamento

Os deputados congoleses elegeram hoje Jeanine Mabunda como presidente do Parlamento, tratando-se da primeira mulher a ocupar este posto e beneficiando do facto de o seu principal rival, Henri Lokondo, ter sido desqualificado durante o processo de votação.

Fotografia: DR

Indicada pela coligação liderada por Joseph Kabila, Jeanine Mabunda teve igualmente o apoio dos partidos que suportam o Presidente Félix Tshisekedi.

A oposição boicotou a eleição devido a desentendimentos sobre as razões que levaram à desqualificação do outro candidato, Henri Lokondo, baseadas na alegação de que ele não reunia o número de assinaturas suficientes para se candidatar ao cargo que estava em disputa.

Antiga ministra da Indústria e conselheira do ex-Presidente Joseph Kabila na luta contra a violência sexual e o recrutamento de “soldados criança”, Jeanine Mabunda foi ainda líder da Liga das Mulheres do partido do ex-Chefe de Estado.

Com a eleição da nova presidente do Parlamento, fica por ser nomeado um novo Primeiro-Ministro quatro meses depois da tomada de posse de Félix Tshisekedi para que os órgãos do Estado funcionem com plena normalidade.

A coligação Lamuka, que actualmente lidera a oposição, continua a reivindicar a vitória de Martin Fayulu nas eleições presidenciais de 30 de Dezembro último adoptando, por isso, uma táctica que a leva a boicotar tudo o que sejam iniciativas para normalizar as instituições do Estado, como sucedeu agora com a eleição da nova líder do Parlamento.

No início da semana, o Presidente Félix Tshisekedi reuniu-se com Joseph Kabila para darem continuidade às negociações que visam a indicação de um Primeiro-Ministro para a formação de Governo.

 

Tempo

Multimédia