Mundo

Rebeldes aceitam proposta de participação na partilha do poder

Os rebeldes sul-sudaneses liderados pelo ex-vice-presidente, Riek Machar, anunciaram hoje a sua aceitação ao plano de partilha do poder proposto pelo governo do presidente Salva Kiir.

Fotografia: DR

A proposta foi apresentada segunda-feira, ao Movimento Popular de Libertação do Sudão-na Oposição (SPLM-IO), pelos mediadores no processo de pacificação na sequência dos encontros recentes entre Kiir e Machar, em Kampala, a capital ugandesa e em Cartum, no Sudão, segundo declarações de um porta-voz dos rebeldes.
De acordo com a proposta, o presidente Kiir conduzirá o mecanismo de transição até à reinstalação sem autoridade executiva, de momento de Machar como primeiro vice-presidente, cargo que perdeu em 2013 quando o mandatário o acusou de planear um golpe de Estado para o derrubar.
A estrutura da direcção governamental será completada por quatro vice-presidentes, dos quais dois nomeados pelo governo, um pela aliança opositora e o quarto, que será uma mulher, a ser designado pelos antigos prisioneiros.
O anúncio da aceitação pelo SPLM-IO é um avanço nos esforços regionais com vista a pôr termo à guerra civil no Sudão do Sul, pelo que se espera a aceitação de outras forças insurgentes que se abstiveram de assistir às conversações entre Kiir e Machar.

Tempo

Multimédia