Mundo

Rebeldes ugandeses raptam civis no leste

Pelo menos 10 pessoas, incluindo um jornalista congolês, foram sequestradas na quinta-feira por presumíveis rebeldes ugandeses muçulmanos numa região do leste da República Democrática do Congo (RDC), informaram ontem responsáveis locais.

“Uma dezena de pessoas foram raptadas quinta-feira por presumíveis membros das ADF na entrada da cidade pelas 18h30” em Beni, declarou à AFP Gilbert Kambale, presidente local da sociedade civil. Estes presumíveis rebeldes das Forças Democráticas Aliadas (ADF) bloquearam os veículos que regressavam de Kasindi por algum tempo, antes de carregar os reféns, dos quais integra o jornalista Jadot Mangwengwe, director da rádio Graben Beni, uma estação regional, explicou.
“Exigimos a libertação dos reféns”, acrescentou Kambale que afirma ter “alertado as autoridades locais sobre uma eventual movimentação das ADF do norte para o sul” antes deste incidente.
Contactado pela AFP, o governador da cidade de Beni confirmou o sequestro: “é triste, mas é verdade, as pessoas foram levadas”.

Tempo

Multimédia