Mundo

Relatório da IGAD revela a existência de insegurança alimentar aguda

A Etiópia figura entre os países mais afectados, em termos de insegurança alimentar aguda, de acordo com um relatório da Autoridade Inter-Governamental para o Desenvolvimento da África Oriental (IGAD) divulgado hoje, noticiou a Prensa Latina.

Fotografia: DR

De acordo com a investigação, mais de oito milhões de etíopes tinham disponibilidade limitada e incerta, em quantidade e qualidade de alimentos, para atender às necessidades.

Pelo menos 24 por cento das pessoas, que enfrentam esse problema no mundo, aproximadamente 27 milhões vivem em sete países da região da IGAD, refere o relatório, que chama a atenção para a situação humanitaria difícil na Etiópia, Djibuti, Quénia, Somália, Sudão, Sudão do Sul e Uganda, pelo que precisam da ajuda com urgência.

Tempo

Multimédia