Mundo

Rwanda apela cidadãos a evitar deslocação ao Leste da RDC

O Ministério rwandês da Saúde apelou aos seus cidadãos a evitarem qualquer viagem ao Leste da República Democrática do Congo (RDC), após a descoberta de um caso de ébola em Goma, cidade próxima da fronteira entre os dois países.

Fotografia: DR

Este caso foi descoberto em Goma, uma cidade de um milhão de habitantes separada pela fronteira da cidade de Gisenyi, no Oeste do Rwanda, destaca o jornal belga “La libre”.
O jornal sublinha que a passagem da fronteira entre Goma e Gisenyi é uma das mais utilizadas na região. Milhares de pessoas circulam todos os dias nesta via.
“Embora nenhum caso de ébola tenha sido registado no Rwanda, é vital que os cidadãos estejam a agir para ajudar a evitar a propagação do vírus ébola”, acrescenta o Ministério da Saúde.
Lembra aos cidadãos e residentes que não devem cruzar a fronteira por viagens desnecessárias aos países vizinhos, onde foram registados casos de ébola.
As autoridades recomendam ainda a “não oferecer abrigo aos viajantes vindos das zonas de países vizinhos onde existe o ébola”.

 

Tempo

Multimédia