Mundo

Tanzânia suspende voos para Joanesburgo

A companhia aérea nacional da Tanzânia suspendeu os voos comerciais entre a capital, Dar-es-Salaam e Joanesburgo, noticiou a televisão sul-africana.

Companhia de bandeira tanzaniana deixa de voar para Joanesburgo
Fotografia: DR

O anúncio foi feito na capital tanzaniana pelo ministro dos Transportes da Tanzânia, Isack Kamwelwe, que citou a actual “vaga de violência xenófoba e banditismo popular na África do Sul como um factor de risco para os passageiros” da companhia.“Devido a esta situação, decidimos  não transportar os passageiros para o destino onde as suas vidas estarão em perigo”, afirmou o governante, citado pelo canal de televisão sul-africano ENCA.

A empresa não divulgou  a data de reabertura desta rota comercial entre os dois países, aliados históricos da luta de libertação contra o regime do "apartheid".Pelo menos, dez pessoas morreram, entre as quais um cidadão estrangeiro, devido à violência xenófoba que atinge a África do Sul desde o passado fim- de- semana, afirmou o Presidente daquele país, Cyril Ramaphosa, que considerou injustificáveis os ataques e saques a estrangeiros.

Numa declaração à nação, à margem do Fórum Económico Mundial sobre África, na Cidade do Cabo, o Chefe do Estado sul-africano considerou que "não há desculpa para a xenofobia" nem uma "justificação para os saques e destruição".

Cyril Ramaphosa acrescentou que a violência "diminuiu bastante" e explicou que 423 pessoas foram detidas na área de Joanesburgo, epicentro dos conflitos.
Sábado, ao fim da tarde, o Governo nigeriano desmentiu uma notícia posta a circular nas redes sociais, dando conta da explosão de uma bomba junto à representação diplomática da África do Sul em Abuja.

Tempo

Multimédia