Mundo

Violência sectária alastra em Kaduna

A violência sectária entre jovens cristãos e muçulmanos no Estado de Kaduna, na Nigéria, provocou este fim-de-semana a morte a 55 pessoas, revelou uma fonte da Polícia.

Fotografia: DR

De acordo com a mesma fonte, o incidente ocorreu na cidade de Kasuwan Magani, havendo ainda a registar a detenção de 22 pessoas.
Para tentar travar a propagação destes actos de violência, as autoridades impuseram um recolher obrigatório que vigora a partir das 17 horas e termina às seis do dia seguinte. Um porta-voz do Presidente Muhammadu Buhari já comentou os incidentes para os repudiar “veementemente”.
Garba Shehu disse que o Presidente da República está “extremamente preocupado” com o “frequente uso da violência” para dirimir determinadas disputas. “Sem harmonia entre os diferentes grupos é impossível haver paz e progresso social”, disse o porta-voz.

Tempo

Multimédia