Mundo

Apelo aos Direitos Humanos na Eritreia

A Human Rights Watch, organização internacional de que luta pela defesa dos direitos humanos, apelou ontem às Nações Unidas para que aumente a pressão sobre a Eritreia de modo a obrigar este país a alterar a política social.

Fotografia: DR

Segundo a organização, não obstante o acordo de paz assinado com a Etiópia em 2018 e a melhoria do relacionamento com outros países do Corno de África, o Governo eritreu continua a cometer abusos sobre os direitos da própria população. A Human RightsWatch, no apelo às Nações Unidas, sublinha a necessidade de alteração do actual regime de serviço militar obrigatório, que no seu entender configura a prática de “escravidão oficial”, uma vez que obriga jovens de 17 anos a colocarem-se totalmente ao dispor das autoridades.

Tempo

Multimédia