Mundo

Paris defende distensão na relação com a Rússia

O ministro dos Negócios Estrangeiros francês, Jean-Yves Le Drian, considerou hoje que "está na altura" de "reduzir a desconfiança" em relação à Rússia. "Está na altura, o momento é propício a trabalhar para reduzir a desconfiança", disse Le Drian à imprensa, após um encontro, em Moscovo, dos ministros dos Negócios Estrangeiros e da Defesa dos dois países.

Ministro dos Negócios Estrangeiros da França, Yves Le Drian
Fotografia: DR

"Viemos propor, em nome do Presidente da República, uma nova agenda de confiança e de segurança", acrescentou.

O encontro desta segunda-feira, que se enquadra num diálogo intergovernamental, é o primeiro desde 2012, mas sobretudo desde 2014, quando a anexação pela Rússia da península ucraniana da Crimeia fez aumentar a tensão nas relações dos países ocidentais com a Rússia e levou à imposição de sanções europeias e norte-americanas ao país."Continuamos a não ter a mesma visão", disse, por seu lado, a ministra da Defesa francesa, Florence Parly. "Mas é importante falarmos, evitarmos incompreensões, fricções", acrescentou.

Para Le Drian, a troca de prisioneiros russos e ucranianos, concretizada no fim-de- semana é um indicador de que há "uma janela de oportunidade" para procurar formas de pôr fim ao conflito no Leste da Ucrânia."Há uma janela de oportunidade, uma janela de apaziguamento", disse ,Le Drian, acrescentando  que é muito cedo para falar de um levantamento das sanções económicas.

Tempo

Multimédia