Mundo

Polícia de Sydney prende suspeito

Um cidadão residente em Sydney e nascido na Coreia do Sul foi acusado de agir como agente económico de Pyongyang, na Austrália, por alegadamente tentar fazer negócios avultados para este país que incluíam componentes usados nos mísseis balísticos.

Combate ao tráfico de software para mísseis
Fotografia: Alexander Vilf |

A polícia federal australiana disse que Chan Han Choi, de 59 anos, naturalizado australiano, utilizava comunicações encriptadas para fazer as vendas e discutir o fornecimento de armas de destruição maciça. As suas acções violam tanto as sanções das Nações Unidas como da Austrália contra a Coreia do Norte, informou ontem a polícia.
As autoridades disseram que o homem agia para gerar negócio para Pyongyang, organizando a venda de software de computador usado para guiar mísseis balísticos, bem como conhecimentos da Coreia do Norte para outras “entidades internacionais”. Choi enfrenta seis acusações relacionadas com a negociação da venda de componentes de mísseis e de conhecimentos da Coreia do Norte para outras entidades internacionais, e por tentar transferir carvão a Indonésia e Vietname.

Tempo

Multimédia