Mundo

Assuntos militares vistos em Gorongosa

O Chefe do Estado moçambicano, Filipe Nyusi, reuniu-se na segunda-feira com o líder da Renamo, o maior partido da oposição, num encontro que serviu para tratar de assuntos militares, rumo a uma paz efectiva no país, anunciou a Presidência de Moçambique.

Presidente Filipe Nyusi reuniu-se com Afonso Dhlakama
Fotografia: Jaimagens/Fotógrafo


“Hoje, mantive um encontro com o Afonso Dhlakama, Presidente da Renamo, em Namadjiwa, posto administrativo de Vunduzi, há 40 quilómetros da sede distrital da Gorongosa, para discutir sobre os assuntos militares, concretamente sobre o Desarmamento, Desmobilização e Reintegração (DDR)”, refere-se num comunicado de im-prensa enviado à comunicação social e assinado pelo Presidente da República.
“Saudamos o relatório da Comissão de Assuntos Militares e clarificamos os passos a dar sobre o processo de enquadramento dos oficiais da Renamo que, conjuntamente com o DDR, permite pôr fim às hostilidades militares e abrir uma nova era de paz efectiva e duradoura”, acrescenta o documento. Filipe Nyusi afirmou que as conclusões detalhadas dos progressos alcançados são tornadas públicas em mo-mento oportuno.
O Presidente moçambicano reafirmou o compromisso de ambos dirigentes trabalharem de forma estreita para pôr termo ao conflito armado para sempre e criar as bases para um Moçambique próspero e seguro para todos os moçambicanos.
Foi há precisamente dez dias que o mais alto magistrado da nação moçambicana anunciou  publicamente a entrega da proposta de descentralização saída dos consensos alcançados com o líder da Renamo à Assembleia da República, o parlamento moçambicano.
O acto teve lugar na data em que o Chefe de Estado celebrou o seu 59.º aniversário natalício. A proposta inclui a revisão pontual da Constituição da República de forma a acolher os consensos sobre a descentralização visando a paz.

Tempo

Multimédia