Mundo

Audiência de Netanyahu por corrupção foi adiada

O procurador-geral israelita adiou para o início de Outubro a data na qual o Primeiro-Ministro Benjamin Netanyahu deverá comparecer para responder às acusações de corrupção que pesam contra si.

Fotografia: DR

Numa carta dirigida aos advogados de Netanyahu, o procurador Avichai Mandelblit estipula que as audiências serão em 2 e 3 de Outubro, ao invés de 10 de Junho.
Na sua carta publicada ontem, o procurador-geral faz referência ao pedido de Amit Hadad, um dos advogados do Primeiro-Ministro, de adiar a audiência para 14 de Maio de 2020.
A justificação é que precisava de tempo para examinar de maneira exaustiva os elementos do caso que lhe foram transmitidos na semana passada.
Os advogados de Netanyahu demoraram a recuperar estes elementos, em protesto por honorários não pagos.
O procurador rejeita o pedido do advogado e estipula que, “se for necessário, se vai organizar um dia de audiência adicional na semana se-guinte ao prazo acordado, no mais tardar”.

Tempo

Multimédia