Mundo

Belgrado acusa Kosovo de intimidações policiais

Belgrado colocou tropas em alerta depois de terem sido divulgadas informações sobre a entrada da Polícia do Kosovo nas regiões habitadas maioritariamente por sérvios, na antiga província da Sérvia.

De acordo com a televisão sérvia, a Polícia especial do Kosovo “irrompeu” na região Norte do país tendo efectuado várias detenções o que le-vou o Presidente sérvio Aleksandar Vucic a ordenar o estado de prontidão às tropas de Belgrado.
O Governo de Pristina não confirmou até ao momento as notícias da televisão sérvia.
O assessor do Governo sérvio, Marco Djuric, disse que a acção da Polícia kosovar destina-se a intimidar e expulsar os sérvios do Kosovo.
“Não é apenas uma ameaça à estabilidade, é uma ameaça directa à paz”, afirmou o responsável. A Sérvia, que perdeu o controlo do Kosovo depois da intervenção da OTAN em 1999, não reconhece a independência do Kosovo decretada em 2008 em Pristina.

OTAN apela à calma
A Aliança Atlântica, que chefia a missão internacional no Kosovo, apelou à calma adiantando que está a acompanhar a actividade policial no Norte do país, região ha-bitada maioritariamente por sérvios.
O coronel Vincenzo Grasso, porta-voz da missão internacional (KFOR), disse que a situação no Norte do Kosovo está a ser monitorizada em conjunto com as autoridades locais e sublinhou que as tropas da Aliança não se encontram em estado de alerta."Nós temos conhecimento da operação policial em curso. Estamos a monitorizar a situação e pedimos calma às partes, apelou.

Tempo

Multimédia