Mundo

Benin encerra postos consulares e chancelarias

O Governo beninense decidiu pôr fim à missão dos chefes consulares e de chancelarias de oito capitais, em África, Europa, América e Médio Oriente.

República do Benin encerra representações em vários países e continentes diversos
Fotografia: DR

Segundo uma nota oficial, foram suspensos os postos consulares e chancelarias de Paris, Tóquio, Washington, Riade, Doha, Cidade do Kuwait, Abuja e Rabat, com o objectivo de reduzir o pessoal das missões diplomáticas.

Os diplomatas visados foram convidados a fornecer os documentos necessários para a emissão dos bilhetes de avião para todos os membros das suas famílias, assim como para providenciar a escolarização dos seus filhos, no Benin, a partir do início do ano académico 2020-2021.

Desde que o actual Presidente da República chegou ao poder (Abril de 2016), observa-se uma restrição gradual do “cartão diplomático” beninense, o que alguns observadores assimilam a um “confinamento diplomático”.

179 novos casos

O Benin registou sábado 179 novos casos da Covid-19, de acordo com um comunicado do Ministério da Saúde.

O Benin registou igualmente cinco novas mortes. Até sábado, o país contabilizava mil 378 casos confirmados da Covid-19, dos quais 557 curas e 26 óbitos, precisa o comunicado. O Benin detectou o seu primeiro caso de Covid-19 a 16 de Março último.

Tempo

Multimédia