Mundo

Bongo demite ministro e extingue o posto de vice-presidente

O ministro das Águas, das Florestas e do Ambiente do Gabão, Guy-Bertrand Mapangou, foi ontem demitido das funções por alegada participação num escândalo de corrupção que envolve vários empresários nacionais, anunciou a AFP.

Fotografia: DR

 Este caso diz respeito à concessão de vários contratos sem concurso público, feitos durante o período em que o Presidente Ali Bongo se encontrava hospitalizado em Marrocos. A decisão, segundo a AFP, foi publicamente transmitida através de uma nota da Presidência da República que não indica quem irá ocupar o cargo que agora fica vago. Na mesma nota, assinado pelo Presidente, é dado por extinto o posto de vice-presidente que vinha sendo ocupado por Pierre Moussavou. Segundo a imprensa gabonesa, a extinção do cargo está directamente relacionada com declarações de Pierre Moussavou, feitas quando Ali Bongo estava doente e ausente do país, que se mostrou disponível para efectuar missões oficiais e tomar decisões de Estado, um atributo que constitucionalmente pertence ao presidente do Parlamento, a segunda figura da hierarquia do Estado.

Tempo

Multimédia