Mundo

Bruxelas e Londres sem acordo à vista

Os negociadores da União Europeia (UE) e do Reino Unido voltam, esta semana, às negociações sobre a futura relação comercial de Bruxelas e Londres, ainda incertas e sem acordo à vista, apesar do objectivo de conseguir progressos até Junho.

Fotografia: DR

Em causa está a terceira ronda negocial entre os negociadores dos blocos comunitários, Michel Barnier, e britânico, David Frost, que decorre desde ontem até sexta-feira.
Estas discussões estiveram suspensas devido à pandemia da Covid-19- desde logo por ambos os negociadores terem sido infectados pelo novo coronavírus - e estão agora a ser realizadas por videoconferência, como já aconteceu na segunda ronda, na semana de 20 de Abril, tendo em vista progressos palpáveis até Junho, altura prevista para um balanço das discussões.
Após a segunda ronda de Abril, o negociador-chefe da UE criticou Londres pela “falta de compromissos sérios” nas novas negociações, notando que ainda não foi possível chegar a “progressos tangíveis”.
“A minha responsabilidade, enquanto negociador, é dizer a verdade e lamento dizer que o nosso objectivo para chegar a outros acordos em todos os assuntos foi só parcialmente atingido esta semana”, declarou Michel Barnier, falando em videoconferência de imprensa, a partir de Bruxelas.
O responsável do lado comunitário criticou que, nessas discussões, “o Reino Unido não tenha aceitado comprometer-se seriamente em importantes áreas, que estão bem definidas na declaração política”.

Tempo

Multimédia