Mundo

Burundi :Governo analisa vacatura na Presidência

O Governo do Burundi decidiu, hoje, solicitar à Justiça uma “interpretação constitucional” para a actual situação de vacatura do cargo de Presidente da República, que resulta da morte de Pierre Nkurunziza.

Pierre Nkurunziza morreu, na terça-feira, numa clínica na capital burundesa.
Fotografia: DR

Segundo a Reuters, após a final de uma reunião de emergência do Conselho de Ministros, dirigida pelo Primeiro Vice-Presidente, Gaston Sindimwo, foi decidido solicitar ao Tribunal Constitucional que declare “vago” o cargo de Presidente da República, de modo a permitir o preenchimento temporário até à tomada de posse de Evariste Ndayishimiye, vencedor das eleições de Maio.

Segundo a Constituição burundesa, cabe ao presidente da Assembleia Nacional, Pascal Nyabenda, exercer esse cargo depois da confirmação por parte do Tribunal Constitucional. Será ele que dirigirá a equipa encarregada das exéquias fúnebres de Pierre Nkurunziza e, também, de preparar a cerimónia de tomada de posse do futuro Presidente, nomeadamente assinando os convites e endereçar aos Chefes de Estado estrangeiros, prevendo-se que a cerimónia decorra em Agosto. Pierre Nkurunziza morreu, na terça-feira, numa clínica na capital burundesa.

 

Tempo

Multimédia