Mundo

Capacetes azuis chineses já estão no Sudão do Sul

Um contingente de 163 capacetes azuis chineses, dos 331 soldados previstos, chegou já ao Sudão do Sul, para uma missão de paz com o objectivo de substituir as unidades de engenharia e de equipas médicas na Missão da ONU naquele país (MINUSS), anunciou ontem a Reuters.

Fotografia: DR

Na altura da chegada, o embaixador chinês no Sudão do Sul declarou que os capacetes azuis do seu país vão contribuir para a criação de um ambiente propício à aplicação da maioria das disposições do acordo de paz, assinado em Setembro de 2018, na Etiópia, pelo Presidente, Salva Kiir, e pelo chefe da oposição, Riek Machar.
Recorde-se que o novo Governo de transição sul-sudanês vai ser formado em Novembro próximo. Recentemente, Salva Kiir e Riek Machar decidiram acelerar o processo de selecção e registo das suas tropas e resolver um certo número de questões pendentes, como a delimitação das fronteiras tribais e o futuro número de Estados do país.
Segundo uma declaração da MINUSS, o contingente chinês, composto por 130 sapadores e de uma unidade médica de 33 homens, será desdobrado na região de Wau, Nordeste do país.

Tempo

Multimédia