Mundo

Casa Branca congela activos de Caracas

Os Estados Unidos congelaram todos os activos do Governo venezuelano, uma decisão anunciada pela Casa Branca na segunda-feira que traduz uma escalada das tensões com o Presidente Nicolás Maduro.

Fotografia: Edições Novembro

A proibição aos cidadãos norte-americanos de efectuarem quaisquer negócios com o Governo da Venezuela também entra em vigor imediatamente.
A ordem executiva assinada pelo Presidente norte-americano, Donald Trump, citou a "usurpação" do poder de Maduro e abusos dos direitos humanos por parte daqueles que lhe são leais.
A decisão fica aquém de um embargo comercial imediato, mas ilustra a intensificação dos esforços dos EUA para remover Maduro do cargo desde que o Governo Trump reconheceu, em Janeiro, o líder da oposição Juan Guaidó como o Presidente legítimo da Venezuela.
Sanções anteriores tiveram como alvo a indústria petrolífera da Venezuela, a fonte da maior parte das receitas de exportação do país.
Agora, a Venezuela entra no grupo de países que já sofreram embargos do tipo pelo governo americano, junto com Cuba, Coreia do Norte, Irão e Síria.

Tempo

Multimédia