Chefe de Estado pede patriotismo


25 de Fevereiro, 2014

O Presidente de Moçambique instou, em Maputo, os jovens do país “a amar a pátria” e a unirem-se para aumentarem “a auto-estima e o orgulho da moçambicanidade”.

“Podemos divergir em tudo, menos naquilo que é sacrossanto para todos nós, a nossa pátria amada e o seu bom nome”, disse Armando Guebuza na Reunião Nacional dos Quadros da Organização da Juventude Moçambicana
O Chefe de Estado pediu aos jovens que se empenhem “na promoção do espírito patriótico” e façam com que outros se lhes juntem e revelem esse sentimento que no que escrevem, no que dizem e na forma como se relacionam.

Refugiados

Cerca de dois mil moçambicanos refugiaram-se no Malawi nas últimas semanas após ter sido noticiada a presença de homens armados da RENAMO em Nkondedzi, província de Tete.
A notícia, dada Pela Rádio Moçambique, foi confirmada por líderes locais e governamentais da República do Malawi.
As mesmas fontes referiram que que os refugiados estão espalhados pelos distritos de Neno, Mwanza e Chikwawa e que oficiais do Ministério do Interior de Moçambique e do Alto-Comissariado da ONU para os Refugiados avaliam a situação.
Uma fonte da Polícia de Tete garantiu que “as movimentações da RENAMO já estão sob controlo e que as forças de defesa mantêm a tranquilidade na cidade”.

capa do dia

Get Adobe Flash player


NEWSLETTER

Receba a newsletter do Jornal de Angola no seu e-mail:

SIGA-NOS RSS

MULTIMÉDIA