Mundo

China pode chegar primeiro a Marte que os Estados Unidos

A NASA assumiu o desafio colocado pelo Presidente dos EUA, Donald Trump, de regressar à Lua até 2024. O objectivo é classificado como “ambicioso e entusiasmante” pelo administrador da agência espacial, Jim Bridenstine, mas há quem também o considere impossível de atingir neste espaço de tempo.

Fotografia: DR


Quem o diz é James Burke, o mesmo homem que transmitiu a chegada à Lua da missão Apollo 11 em 1969. “Ficaria muito surpreso se voltássemos à Lua, digo a Europa ou os EUA, até que fique muito mais barato. A NASA quer que o dinheiro continue a vir mas tenho a impressão que há pouco entusiasmo para voltar”, aponta Burke.
Ainda assim, Burke notou que tem diferentes considerações a respeito da agência espacial chinesa. “Vamos ver algo da China. Acredito que farão algo com a Lua e pousarão em Marte. Vão chegar lá primeiro que os EUA”, afirmou Burke. “A China terá humanos em Marte nos próximos 10 anos. A NASA não.”

Tempo

Multimédia