Mundo

Combate à corrupção envolve os jornalistas

A União Nacional de Jornalistas Tunisina (SNJT) e a União Geral de Informação  (afiliada à UGTT) estão determinadas a combater a corrupção no sector da imprensa e garantir a transparência do financiamento de instituições audiovisuais.

Centrais sindicais de imprensa incentivam luta anti-corrupção
Fotografia: FETHI BELAID| AFP


Numa declaração conjunta emitida ontem, na sequência de uma reunião, os dois sindicatos disseram estar determinados a lutar contra o branqueamento de capitais e a interferência da máfia do terrorismo e o contrabando no sector.
Ambos condenaram e rejeitaram fortemente as campanhas de difamação contra si, afirmando que estas não os impedirão de continuar o processo de reforma do sector e defender o direito dos cidadãos a uma informação leal, livre e pluralista. Na reunião, eles decidiram criar uma comissão conjunta para acelerar o processamento de casos de corrupção e uma segunda co-
missão técnica para examinar todos os projectos de lei para o sector.
Os sindicatos apelaram ao Governo para retirar o projecto de lei sobre um fórum permanente do sector audiovisual e um outro para repreender abusos policiais que, a seu ver, constituem uma verdadeira ameaça à liberdade de informação e de expressão.
Finalmente, eles sublinharam a necessidade de revelar fontes de financiamento para todas as empresas privadas e dados sobre transferências em divisas.

Tempo

Multimédia