Mundo

Combates esporádicos violam trégua na Síria

Tropas sírias e facções da oposição e islamitas entraram, ontem, em confrontos esporádicos em dois pontos da província de Idlib (Noroeste), o último bastião rebelde na Síria, quando se cumpre um mês do cessar-fogo na região, indicou uma ONG.

A guerra deixou milhares de mortos, feridos e deslocados internos e externos
Fotografia: DR

Segundo o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH), os confrontos ocorreram na madrugada de ontem, no Sul de Idlib entre as tropas de Damasco e facções armadas. O OSDH disse que ocorreram baixas em ambas as fileiras, embora não tenha precisado números.
Adiantou que ocorreram ataques de artilharia a norte de Saraqeb, uma das cidades estratégicas retomadas pelas forças governamentais durante a ofensiva contra as zonas rebeldes.
O Observatório assinala que, tirando aqueles combates esporádicos, a calma prevalece na região. Março foi o mês com menos civis mortos desde o início da guerra na Síria em 2011, com 103 mortes, indicou recentemente a mesma fonte. A Rússia, aliada de Damasco, e a Turquia, que apoia alguns rebeldes, acordaram, a 5 de Março um novo cessar-fogo na região de Idlib, que entrou em vigor no dia seguinte.
Além das tréguas, Moscovo e Ancara concordaram criar um "corredor de segurança" e patrulhas ao longo da Estrada M4, que liga Alepo e Latákia.
O acordo travou uma escalada de violência que incluiu a morte de mais de trinta soldados turcos em ataques das tropas sírias. A guerra na Síria já matou mais de 380 mil pessoas e obrigou milhões a fugirem das casas.

Tempo

Multimédia