Mundo

Comissão Europeia prevê nova cimeira

O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, anunciou ontem que haverá uma cimeira europeia na próxima semana, caso o Parlamento britânico rejeite o Acordo de Saída para o "Brexit".

Presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker
Fotografia: DR

“Teremos uma segunda reunião do Conselho Europeu na próxima semana”, disse Juncker, questionado por jornalistas sobre as consequências de uma rejeição, pelo Parlamento britânico, do Acordo de Saída que a Primeira-Ministra Theresa May irá submeter a votação no início da semana.
Os líderes da União Europeia (UE) discutiram ontem, em Bruxelas, o pedido de adiamento do "Brexit" apresentado pelo Governo britânico, num Conselho Europeu que já não será o de “adeus” do Reino Unido.
A uma semana da data agendada para a consumação da saída do Reino Unido do bloco europeu (29 de Março), a cimeira de chefes de Estado e de Governo da UE, que era suposta ser a de despedida do Reino Unido do bloco europeu, começou no formato a 27, sem a Primeira-Ministra britânica na sala, para apreciar precisamente o pedido formalmente apresentado na véspera por Theresa May para adiar o “Brexit” até 30 de Junho.
Analistas britânicos consideram que as críticas feitas pela Primeira-Ministra britânica ao Parlamento pelo impasse no processo do “Brexit” poderão custar-lhe o apoio desejado para fazer passar o Acordo de Saída na próxima semana, afirmaram.
“Foi um discurso estranho porque se ela quer o apoio dos deputados não devia criticá-los”, comentou ontem Anand Menon, especializado em política europeia.

Tempo

Multimédia