Mundo

Covid-19: Angela Merkel defende novas medidas

A Alemanha voltou a registar ontem mais de dois mil novos casos de Covid-19 num só dia, valores que se assemelham aos registados em Abril e que levaram a chanceler Angela Merkel a defender novas medidas de contenção do vírus.

Fotografia: DR


A líder alemã quer limitar o número de participantes em reuniões ou celebrações privadas a 25 pessoas, e em espaços públicos a 50. Angela Merkel manifestou-se, segunda-feira, preocupada com a escalada dos números de Covid-19 no país. O porta-voz, Steffen Seibert, sublinhou que só será possível combater o vírus “se todos contribuírem”.

Perante a possibilidade do reforço das medidas de contenção, o líder da Saxónia, Michael Kretschmer, do partido de Merkel (CDU), já assumiu, na rede social Twitter, não estar de acordo com re-gras mais rígidas neste Es-tado federado.
“Não precisamos de mais incertezas na forma como lidamos com o novo coronavírus. Precisamos de confiança e prudência”, escreveu, acrescentando: “Se seguirmos as regras de distância e higiene que vigoram actualmente, estaremos bem nos próximos meses”.
O Instituto Robert Koch (RKI) dá conta de 2.089 novos casos de Covid-19 e 11 vítimas mortais nas últimas 24 horas.
No total, a Alemanha identificou, desde o início da pandemia 287.421 casos, dos quais 254.200 já foram considerados curados, e 9.471 óbitos.

Tempo

Multimédia