Mundo

Covid-19: Número de mortes em África pode chegar aos 3,3 milhões

A Comissão Económica das Nações Unidas (UNECA) estimou hoje (12) que o número de mortes em África devido à propagação da pandemia da Covid-19 pode chegar a 3,3 milhões, agravando a previsão anterior de até 190 mil pessoas.

Fotografia: DR

Um relatório da UNECA sobre o impacto da Covid-19 nos Estados africanos afirma que entre 300 mil e 3,3 milhões de africanos podem perder a vida em resultado directo da pandemia", lê-se num comunicado hoje divulgado sobre o adiamento da entrada em vigor do tratado de livre comércio no continente.

A nova previsão agrava significativamente a previsão anterior, que apontava em meados de Abril para a morte de 300 mil africanos, enquanto 27 milhões poderão ser "empurrados para a pobreza extrema". Na quinta-feira, a Organização Mundial da Saúde estimou que a pandemia podia matar até 190 mil pessoas em África, entre os 44 milhões que podem ficar infectados se as medidas de contenção falharem.

Segundo um estudo do departamento africano da OMS, divulgado em Brazzaville, de "83 mil até 190 mil pessoas em África podem morrer de Covid-19 e 29 a 44 milhões podem ficar infectadas no primeiro ano se as medidas de contenção falharem", nos 47 países analisados.

Tempo

Multimédia