Mundo

Cuba anuncia saída de médicos do Brasil

O Ministério da Saúde de Cuba resolveu sair do “Mais Médicos” no Brasil, por discordar das declarações e das condições impostas pelo Presidente eleito Jair Bolsonaro para a continuidade do programa social.

Fotografia: DR

Com a saída dos médicos do país sul-americano daquele programa, iniciado em 2013 pela então Presidente Dilma Rousseff, cerca de 1600 municípios, atendidos apenas por especialistas cubanos, deixam de ter assistência sanitária. Com 24 milhões de brasileiros servidos pelo programa, o caso preocupa populações, prefeitos e governadores de vários Estados. Desde que em campanha, o então candidato Bolsonaro, do PSL, atacou o Governo de Havana que o fim da participação cubana no programa já era dado como provável, mas foram as condições impostas pelo agora presidente eleito que precipitaram o fim da relação.

Tempo

Multimédia