Mundo

Deputados aprovam lei para saída da UE

O Parlamento britânico aprovou ontem um projecto de lei para a saída do Reino Uni­do da União Europeia, concluindo-se a última etapa de um percurso tumultuoso para o Governo liderado por Theresa May.

Primeira-ministra Theresa May sai aliviada do Parlamento
Fotografia: Paul Ellis| AFP

A lei, que passa  agora para aprovação em finais deste mês na Câmara dos Lordes, a câmara alta do Parlamento, permite ao Reino Unido continuar a funcionar normalmente depois do "Brexit", em 29 de Março de 2019.

O projecto de lei, que revoga a lei de adesão do Reino Unido à Comunidade Europeia, em 1973, e transfere as normas europeias para o Direito britânico, recebeu 324 votos favoráveis e 295 contra.

O referendo sobre a presença do Reino Unido na UE, realizado em 23 de Junho de 2016, registou 52 por cento de votos a favor da retirada, contra 48 por cento a defenderem a permanência.

O antigo primeiro-ministro Tony Blair e outros políticos pró-UE da oposição apelaram à realização de um segundo escrutínio, argumentando o facto de os britânicos não terem conhe­cimento, no momento da votação, de todas as implicações de uma saída do Reino Unido da União. 

As sondagens mostram que os britânicos continuam muito divididos. Entretanto, esta eventualidade foi excluí-da pela primeira-ministra conservado­ra, Theresa May.


Tempo

Multimédia