Mundo

Desabamento de minas causam dezenas de mortos

O desabamento de duas minas de ouro perto da cidade zimbabweana de Kadoma causou 38 mortos, segundo as autoridades locais.

Na véspera, tinham sido recuperados os corpos de cinco de 35 pessoas desaparecidas na sequência do desabamento,
Fotografia: Dr

De acordo com essas mesmas autoridades, as fortes chuvadas que se têm abatido sobre a região derrubaram uma barragem de segurança causando a inundação das duas minas.

Não obstante a intervenção dos bombeiros, para bombear a água para fora das minas, a verdade é que nunca existiram esperanças de que pudessem haver sobreviventes. Segundo os proprietários das duas minas, a “Silver Moon” e a “Cricket Mine”, que estavam seladas por ordem do Governo, 38 garimpeiros estavam a trabalhar ilegalmente desde terça-feira.

Na véspera, tinham sido recuperados os corpos de cinco de 35 pessoas desaparecidas na sequência do desabamento, sábado passado, de uma mina ilegal de ouro na localidade de Tapeta centro da Libéria, uma das principais localidades usadas para o garimpo por parte de pessoas que trabalham sem qualquer condições ou equipamento de segurança, disseram as autoridades locais.

De acordo com o administrador local, David Cooper, cerca de 100 mil pessoas tentam todos os anos entrar na mina, que foi considerada ilícita pelas autoridades em virtude de não reunir as necessárias condições de segurança, ainda não foi encerrada devido a recursos judiciais apresentados pelos seus proprietários.

Face a isso e devido à extrema pobreza reinante na região e aos problemas económicos na generalidade do país, muitos garimpeiros arriscam a vida na esperança de encontrar ouro, muitos deles escavando a terra com as próprias mãos. A Polícia, desde há um ano, tem sido impotente para criar um perímetro de segurança em redor da mina, havendo acusações de que muitos desses agentes são cúmplices dos garimpeiros.

Tempo

Multimédia