Mundo

Detido um suspeito do ataque com arma branca em Paris

A polícia de Paris deteve um homem suspeito do ataque de hoje com uma arma branca que fez quatro feridos perto do edifício da antiga Redacção do jornal satírico Charlie Hebdo, anunciaram as autoridades.

Fotografia: DR

Um responsável policial indicou que, num primeiro momento, as autoridades pensaram que dois suspeitos estariam envolvidos, mas que agora acreditam que foi apenas uma pessoa, detida junto à Praça da Bastilha, no leste de Paris, muito perto do local do ataque. Desconhecem-se, de momento, os motivos do ataque, que fez quatro feridos, dois dos quais em estado grave.

O primeiro-ministro francês, Jean Castex, suspendeu um discurso que se preparava para fazer e dirigiu-se ao centro de crise do Ministério do Interior. “Milhares de alunos foram confinados” por precaução, indicou a câmara municipal de Paris. A antiga redação do jornal, na zona leste de Paris, foi palco, a 7 de janeiro de 2015, de um ataque ‘jihadista’ que fez 12 mortos e cinco feridos graves.

O julgamento dos presumíveis cúmplices desse e de outros ataques ‘jihadistas’ em Paris está a decorrer, desde o início de setembro, na capital francesa. O Charlie Hebdo mudou as suas instalações depois do ataque de 2015.

Tempo

Multimédia