Mundo

Eleições legislativas sem esperança de estabilidade

O Madagáscar realizou ontem eleições legislativas, cinco meses depois de ter eleito o Presidente Andry Rajoelina, que derrotou o seu rival e antigo Chefe de Estado, Hery Rajaonarimampianiana.

Fotografia: DR

Com o envolvimento nesta campanha limitado devido às suas funções de Chefe de Estado, Andry Rajoelina promoveu múltiplas inaugurações e visitas a todas as zonas da ilha, sempre acompanhado por candidatos da sua coligação política. Os seus apoiantes querem uma maioria absoluta com vista a garantir estabilidade de governação nos próximos cinco anos. Em 2013, Hery Rajaonarimampianiana foi eleito Presidente, apoiado por uma maioria de deputados independentes e pelo partido de Rajoelina.
Em 2018, a formação política de Rajoelina juntou-se a Ravalomanana para se opor à aprovação de novas leis eleitorais, nomeadamente a que suspenderia uma disposição que impedia os candidatos da oposição de participar nas próximas presidenciais e que
mergulhou o país numa crise que culminou com a queda do Governo.

 

Tempo

Multimédia