Mundo

Eleições de 2020 começam já a ser definidas

O Partido Democrático da Cote d’Ivoire (PDCI), liderado por Henri Konan Bédié, anunciou que vai apresentar um candidato à eleição presidencial de 2020, depois de em 2010 e 2015 ter apoiado o candidato do RDR e actual Presidente, Alassane Ouattara.

Fotografia: DR

  O PDCI, um dos dois maiores partidos da coligação no poder, vai apresentar um candidato à eleição presidencial de 2020, asseguro,
Bedié, quando falava, em Doukouré.
Essa formação política, aliada do RDR, partido do Presidente Alassane Ouattara, no seio da coligação eleitoral da União dos Houphouetistas para a democracia e a paz (RHDP) reivindica a alternância há vários anos.
A questão da alternância tem suscitado uma crispação entre o PDCI e o RDR, bem como no seio do PDCI, entre as suas diferentes correntes. O Presidente Ouattara ainda não declarou se volta a candidatar-se. Em princípio, ele está limitado por dois mandatos, sendo este o último.
Mas é possível que venha a alegar uma imprecisão jurídica na Constituição de 2016. Ouattara e Bédié assinaram esta semana
um “acordo de princípio”, visando fundir as duas formações políticas no seio do RHDP, que pode tornar-se num partido, mas os observadores duvidam da aplicação efectiva do referido acordo, que não fixa uma data.
Mais de três mil pessoas morreram durante a crise pós eleitoral de 2010-2011.

Tempo

Multimédia