Mundo

Embaixador demissionário pede diálogo com o Kremlin

O embaixador dos Estados Unidos na Rússia, Jon Huntsman, apresentou a renúncia por motivos pessoais numa carta enviada ao Presidente Donald Trump, na qual também pede que o Chefe de Estado inicie um “diálogo prático e sustentável” com as autoridades russas para melhorar as relações entre os dois países.

Embaixador dos Estados Unidos na Rússia, Jon Huntsman
Fotografia: DR

Huntsman, de 59 anos e que anteriormente foi embaixador na China, foi diagnosticado com cancro de pele, segundo ele mesmo revelou em Novembro de 2018 ao jornal “Deseret News”, do Estado de Utah.
Na carta, Huntsman faz uma reflexão sobre as renúncias pessoais que tanto ele como a família tiveram que fazer durante o tempo vivido no exterior, e aproveita fazer várias sugestões sobre o rumo que deve tomar a política externa de Washington com relação a Moscovo.
Huntsman diz a Trump que continue a agir com rigor sobre a Rússia, especialmente quando o comportamento de Moscovo ameaça aliados tradicionais dos EUA, mas pede que o Presidente norte-americano entenda os valores e interesses russos para iniciar um diálogo que permita algum tipo de estabilidade.
“Enquanto muito do que nos divide é irreconciliável, há muitos interesses comuns que não podemos ignorar”, escreveu Huntsman.

Tempo

Multimédia